SEGUNDA PELE (2018 – 2022)

SEGUNDA PELE (2018 – 2022) Fountainebleau, uma pequena cidade no interior da França, no início do ano de 2018 desenha a atmosfera inspiradora e as primeiras linhas da história deste trabalho. Dias silenciosos, azuis ou acinzentados, em um lugar no qual os instantes não competiam para um desfecho. Quase pausado, o tempo em Fountainebleau fez […]

ESCRITA PARA PREENCHER A ESPERA (2022 – …)

ESCRITA PARA PREENCHER A ESPERA (2022 -…) O trabalho teve início a partir da frase “estou escrevendo para preencher a minha espera”, extraída do romance Correio Noturno da escritora Hoda Barak (1) e de uma pequena fotografia adotada junto ao Arquivo Coleções de Histórias Ordinárias (ACHO). É uma foto antiga, de uma mulher, apoiada com […]

ENTREMEIO (2020 – 2021)

ENTREMEIO (2020 – 2021) Vivemos em uma sociedade saturada de imagens, que se proliferam e circulam em velocidade vertiginosa, sendo incessantemente substituídas por outras. A ingestão apressada de imagens não permite a demora e a contemplação. Tudo é transitório e deve ser consumido e apreciado rapidamente. O tempo atual é ruidoso, fragmentado e destrói o […]

ACÚMULOS (2018 – 2022)

ACÚMULOS (2018 – 2022) Obra única vendida A modernidade trouxe uma sobrecarga de tarefas e informações. Aquele que dá conta de desempenhar mais de uma função ao mesmo tempo, o multitarefa, é valorizado e considerado mais produtivo. Nós, mulheres, desde cedo, convivemos com o mito de sermos multifuncionais. A mulher deve ser mãe, esposa, profissional, […]

OFEREÇO MEU RETRATO COMO LEMBRANÇA (2018-…)

OFEREÇO MEU RETRATO COMO LEMBRANÇA (2018 – …) “No desalento do viver, foi sobrevivendo. Juntando cacos, aqui e ali, fragmentos de quem imaginou ser um dia” (Juliana Arruda).   Ofereço meu retrato como lembrança investiga as ausências de uma imagem. O que a imagem não mostra? As faltas, as amarguras e os vazios. Revisito a […]

TROCA (2016 – 2017)

TROCA (2016 – 2017) Em Troca, busco ressignificar os referentes das imagens, através de fotografias de texturas, do bordado e das palavras. As texturas foram escolhidas porque, a meu ver, são recipientes orgânicos e neutros de memórias, que possibilitam reconstruções. Tais imagens foram estruturadas seguindo uma padronagem sugerida pelas próprias texturas e ganharam novas possibilidades […]

DE TUDO FICA UM POUCO (2018)

DE TUDO FICA UM POUCO (2018) obra única vendida obra única vendida obra única vendida Deixamos impressões e marcas em nossa passagem, resquícios do tempo, do que fomos e do que sobra. Guardamos os vestígios (objetos, cartas, fotografias, dentre outros) como forma de eternizarmos momentos, memórias e até mesmo nossa própria existência. O trabalho teve […]

AUSÊNCIA (2017)

AUSÊNCIA (2017) Em uma sociedade voraz por imagens, será que desfrutamos efetivamente dos momentos? Ou vivemos apenas preocupados em alcançar uma aparência de vida perfeita? Será que vivemos ausentes e desconexos de nós mesmos?Ausência fala sobre o vazio interior, ocultado pela fachada de tranquilidade e felicidade, a partir da mistura de linguagens e técnicas diversas […]

MEMÓRIA DO TEMPO (2017)

MEMÓRIA DO TEMPO (2017) Memória do Tempo é uma instalação de parede, que incorpora bordados às fotografias que fiz na casa (seus cômodos, objetos e fotos que lá estavam) na qual passei toda a minha infância e adolescência. O ponto de partida foi aprender a bordar, como forma de resgate de memórias afetivas, especialmente da […]

TEMPO BRUTO (2016 – 2018)

TEMPO BRUTO (2016 – 2018) Vivemos correndo. Fazemos tudo com pressa. De repente, olhamos no espelho e envelhecemos. O tempo se foi e, com ele, nossos sonhos e planos. A ideia de aumentar a produtividade em menos tempo, advinda da Revolução Industrial, faz parte do cotidiano da sociedade moderna. Mas, a despeito do avanço tecnológico […]